sexta-feira, 17 de junho de 2011

O Mistério da Trindade

Desde pequenos, aprendemos de nossos pais a fazer o sinal da cruz e chamar a Deus de Pai, Filho e Espírito Santo. Com toda a naturalidade, estávamos invocando o mistério mais profundo de nossa fé e da vida cristã: Mistério da Trindade.  Mais tarde, na catequese, nos apresentaram o mistério da Trindade, como um exemplo clássico de coisa incompreensível.
É um MISTÉRIO!...
O que é um Mistério? - Na natureza, existem  muitos mistérios que hoje não conhecemos e que um dia poderão ser desvendados. - Em Deus, o mistério nunca será totalmente compreendido, pela grandeza de Deus e pela nossa pequenez... mas podemos e devemos crescer no conhecimento desse mistério.
O que é então a Trindade ?

A Santíssima Trindade é o Mistério de um só Deus em três pessoas. É uma comunidade de amor vivida pelo Pai, pelo Filho e pelo Espírito Santo:
DEUS PAI (Criador) manifesta sua bondade e amor na beleza e na harmonia das coisas criadas.                   DEUS FILHO (Jesus): É enviado ao mundo pelo Pai, para nos oferecer a vida em plenitude. 
DEUS ESPÍRITO SANTO : renova continuamente na Igreja a salvação iniciada por Cristo.
A FESTA DA TRINDADE é um convite para contemplar Deus, que é amor, que é família, que é comunidade e que criou os homens para os fazer comungar nesse mistério de amor. 
Somos  chamados a renovar nosso compromisso batismal de ser reflexos da Santíssima Trindade, sinais de comunhão. Quanto mais nos esforçamos para viver em comunhão, de partilha e de esperança num mundo tão dividido, individualista e desesperançado, melhor entendemos o Mistério da Santíssima Trindade.
(A Trindade meditada por  Pe. Antônio Geraldo Dalla Costa CS)

Santo Agostinho e o Mistério da Trindade


Conta-se que Santo Agostinho passeava certo dia pela praia e meditava sobre o mistério da Santíssima Trindade: um Deus em três pessoas distintas… Enquanto caminhava, observou um menino que carregava um pequeno balde com água. A criança ia até o mar, trazia a água e derramava dentro de um pequeno buraco que havia feito.
Após ver, repetidas vezes, o menino fazer a mesma coisa, resolveu interrogá-lo sobre o que pretendia.
O menino, olhando-o, respondeu com simplicidade: -"estou querendo colocar a água do mar neste buraco".
Santo Agostinho sorriu e respondeu-lhe: -"mas você não percebe que é impossível?".
Então, olhando novamente para Santo Agostinho, o menino respondeu-lhe: "ora, é mais fácil a água do mar caber nesse pequeno buraco, do que o mistério da Santíssima Trindade ser entendido por um homem!"

"Quem fita o sol, deslumbra-se e quem persistisse em fitá-lo, cegaria. Assim sucede com os mistérios da religião: quem pretende compreendê-los deslumbra-se e quem se obstinasse em os perscrutar perderia totalmente a fé" (Sto. Agostinho)

2 comentários:

Pãozinho do Céu disse...

Oi Catarina, mto lindo e intenso seu bloguinho.
Parabéns, que Deus te Abençoe. Um abraço Fraterno e tenha um dia Abençoado.

Ronei Figueiredo disse...

Olá me chamo Ronei Figueiredo e sou catequista há 3 anos.
Tenho um blog sobre a catequese também que é: roneicatequista.blogspot.com
Estou passando aqui para convidar-lhe a participar da Campanha Catequistas Unidos.
http://catequesenanet.blogspot.com/2011/06/vamos-divulgar-seu-blog.html
http://2.bp.blogspot.com/-8rXMvwy5pxE/TemDbgYY9aI/AAAAAAAACeg/lAx4lsJ6ctQ/s1600/Selinho+Parceria.jpg